CORONAVÍRUS
Governo do Estado determina suspensão das aulas nas redes estadual, municipal e particular
Adiamento será por 30 dias , a partir de quinta-feira, 19, com possibilidade de prorrogação
por Secom / Governo de SC 16/03/2020 às 19:36 Atualizado em 17/03/2020 às 07:05

Após decisão colegiada do Governo do Estado de Santa Catarina, no fim da tarde desta segunda-feira, 16, a Secretaria de Estado da Educação passa a adotar os procedimentos necessários para a suspensão das aulas nas redes públicas e na rede privada em território catarinense, pelo período de 30 dias, a partir de quinta-feira, 19, com possibilidade de prorrogação. “Precisamos pensar no bem coletivo. Decidimos pela suspensão das aulas para reduzir a circulação de pessoas e, com isso, conter a propagação do vírus no estado. Todas as nossas medidas são neste sentido”, observou o governador Carlos Moisés.

A decisão integra o conjunto de ações preventivas para a contenção do coronavírus em Santa Catarina. Alunos da rede estadual que não forem a partir desta terça-feira, 17, terão as faltas abonadas. Pais que tiverem condições e preferirem que seus filhos fiquem em casa poderão optar por isso sem prejuízo em relação aos conteúdos didático-pedagógicos, já que serão feitas atividades de revisão. "Essa decisão foi tomada após discussão com diversas entidades, como Conselho Estadual de Educação, Ministério Público, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Estamos avaliando o cenário desde sábado para chegar a esta definição em colegiado e comunicar a suspensão a toda a rede de ensino. Estamos atuando para evitar prejuízos aos alunos no contexto didático-pedagógico”, explica secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.  Os primeiros 15 dias de suspensão de aulas correspondem à antecipação do recesso escolar do mês de julho. 

Udesc suspende suas atividades acadêmicas presenciais a partir desta terça

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) decidiu suspender a partir desta terça-feira, 17, as atividades acadêmicas presenciais de graduação e pós-graduação em todas as unidades de ensino em Santa Catarina, em virtude do avanço do novo coronavírus. A medida ficará em vigor por tempo indeterminado.

A universidade também informará diariamente a comunidade acadêmica sobre novas medidas em decorrência da doença.

Atividades em bibliotecas e academias universitárias também serão suspensas. Já os restaurantes universitários manterão o funcionamento com medidas intensivas de prevenção à doença, como reforço na higienização.

Ações para conter a propagação do vírus
A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção:

- Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento. 

 - Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde. 

 - Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa. 

 - Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados a locais com aglomeração - Evite viajar se estiver com febre ou tosse; 

 - Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza); 

 - Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel; 

 - Evite tocar os olhos, nariz e boca; 

 - Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente; 

 - Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo; 

 - Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados; 

 - Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados