MOÇÃO
Legislativo brusquense manifesta apoio à reposição salarial de policiais e bombeiros militares
Perdas inflacionárias das categorias chegaram a 40% nos últimos seis anos, de acordo com entidade que representa os praças
por Assessoria de Imprensa Câmara de vereador 20/02/2020 às 17:52 Atualizado em 20/02/2020 às 18:07

Os vereadores aprovaram por unanimidade na sessão ordinária desta terça-feira, 18 de fevereiro, a Moção nº 2/2020, que requer o envio de mensagem ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), e ao secretário estadual de Segurança Pública, manifestando o apoio da Câmara Municipal de Brusque à reivindicação da Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (Aprasc) pela reposição salarial de policiais e bombeiros militares, devido às perdas inflacionárias registradas de 2014 a 2019. A proposição é de autoria de Marcos Deichmann (PATR).   

“A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros são referência de qualidade e excelência em nossa cidade, motivo pelo qual, por muitas vezes, receberam honrarias por meio desta casa. Neste sentido, este legislador entende ser crucial que toda a sociedade se junte, com o amparo de seus representantes, para apoiar o pleito da Aprasc, no intuito de que esses profissionais tenham reconhecido seu direito à reposição salarial, cuja defasagem atual alcança quase 40%”, defende o vereador no texto da moção.

“Essa movimentação está acontecendo em praticamente todas as câmaras de vereadores dos municípios de Santa Catarina”, disse Deichmann, que contou ter sido procurado por membros da Aprasc para que trouxesse o assunto ao plenário da Câmara.

De acordo com mensagem assinada pelo presidente da associação, João Carlos Pawlick, e lida pelo vereador, o governo estadual está oferecendo 12,5% de reajuste às categorias, a ser pago em três anos. A proposta, para a entidade, estaria muito aquém dos prejuízos sofridos por seus mais de 14 mil associados nos últimos seis anos.    

“A valorização e o investimento em Segurança Pública foi uma das principais colocações das campanhas nas últimas eleições [em 2018], em nível estadual e federal. Como fazer investimentos se você não consegue valorizar o profissional”, questionou Deichmann. “Esse é o pedido de apoio que a Aprasc vem solicitar a todos os vereadores. Peço que todos assinem a moção”, acrescentou.   

Assuntos: Política
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados